Home » Artigos » Solidão torna as pessoas mais egoístas

Solidão torna as pessoas mais egoístas

É bom saber que existe alguém que se importa com você – nem que esse alguém seja você mesmo

solidao

É impossível ser feliz sozinho. E nem é só porque Tom Jobim tinha licença poética para dizer isso: ter uma vida isolada demais de fato compromete bastante nossa saúde. Sabe-se, por exemplo, que a solidão muda a estrutura das células, nos faz sentir frio, mata tanto quanto o cigarro e é contagiosa – ou seja, deixa quem está próximo a você se sentindo desamparado também. E um novo estudo, publicado no jornal Personality and Social Psychology, detectou mais um aspecto negativo em se levar uma vida muito reclusa: quanto mais sozinhos, temos menos empatia com os outros e mais nos tornamos egoístas.

A explicação para esse comportamento surge ainda com os primeiros humanos. No começo da vida em sociedade, a solidão indicava a necessidade de se reaproximar do grupo – um verdadeiro gatilho para nosso instinto de sobrevivência. Enquanto estar em um bando era a garantia de uma vida mais segura, ficar sozinho significava ter de lidar com os riscos mortais da vida selvagem sem a ajuda de ninguém. Era natural que os solitários, dessa forma, desenvolvessem um maior senso de autopreservação. Afinal, farinha pouca, meu pirão primeiro, já diria o ditado.

fonte: Revista Superinteressante

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow