Home » Artigos » PROJETO ITANAGRA DO FUTURO

PROJETO ITANAGRA DO FUTURO

Por Luis Antonio Santos e Santos

O espaço da mulher no mercado de trabalho vem se transformando à medida que a sociedade evolui. No mundo moderno, as mulheres realizam muitas tarefas e são desafiadas a equilibrar diferentes papéis no dia a dia — de mãe, esposa e profissional. Romperam barreiras no mercado de trabalho e chegaram a carreiras profissionais até então dominadas por homens. Hoje, são executivas, empreendedoras e agricultoras.

foto de Keka (2)

Varias literaturas afirmam que foram as mulheres que primeiro observaram que dos grãos que saiam para coletar, podiam virar sementes e serem cultivados. E assim nasceu a agricultura, há 50 mil anos.

E foi analisando perfis desta natureza  que descobrimos o maravilhoso e esplendido  trabalho realizado no Município de Itanagra, Litoral Norte – Agreste Baiano, pela agricultora e líder CLEURIDICE OLIVEIRA SOUZA, que todos conhecem como KEKA.

Na agricultura familiar, elas são protagonistas do trabalho, exercendo funções na rotina doméstica, no cuidado com os filhos e com a terra. Nesse contexto, agricultoras lideradas por CLEURIDICE OLIVEIRA SOUZA, conhecida como KEKA, aceitaram o desafio de empoderar mulheres no campo em Itanagra, na Bahia. Como resultado, elas estão transformando a rotina e melhorando a qualidade de vida.

Keka já fez parte do Grupo de Trabalho para a execução e o acompanhamento do Plano de ações estratégicas do Município de Itanagra, na Conferencia Estadual da Bahia

 

Keka assumiu de vez a bandeira do desenvolvimento da região há mais de 30 anos e resolveu abraçar a causa dos agricultores, bem como, do desenvolvimento e crescimento da Cidade de Itanagra-BA.  E o sucesso de todo esse planejamento se tornou um divisor de águas na história da região. Durante a entrevista, Keka ressaltou a participação das lideranças e dos jovens estudantes e se emocionou com as oportunidades de crescimento do Litoral Norte – Agreste Baiano, a partir da Cidade de Itanagra.

 

Segundo Keka, o modelo de abordagem e a forma como o Projeto de desenvolvimento da Região vêm sendo executado conseguiu motivar o povo para um novo modelo de crescimento da região e atingiu um objetivo muito grande, e assim pudemos visualizar esse divisor. Mas, além disso, tinha outro objetivo, que é mostrar o que é possível o desenvolvimento da região não só pelo turismo, mas também, pela valorização da agricultura e dos agricultores.

 

keka visualiza um crescimento pujante do setor agrícola, que produz, que pode passar por uma segunda etapa de transformação de produtos e de uma agregação de valores a estes produtos, tirando essa imagem de uma região atrasada. Segundo ela, Esta não é uma região atrasada, a cidade de Itanagra é de um potencial de desenvolvimento agrícola e de tecnologia aplicada muito mais avançada do que se possa imaginar, e a gente, pela distância ou pelo fato de termos vivido por muitos anos isolados pelas decisões governamentais, tendo em vista a falta de políticas de um verdadeiro desenvolvimento da região, às vezes não é mostrado para a Bahia e para o Brasil o poderio de desenvolvimento da Cidade de Itanagra.

 

Keka também aproveitou o momento para demonstrar o quanto conhece as necessidades da região, e também, apontou soluções criativas e reais para dar mais dignidade ao povo da Região. Ela disse que não tem nenhuma duvida que o “Projeto Itanagra do Futuro” pode ser alavancado numa região com imensa dificuldade de geração de emprego e renda, sem perspectivas de desenvolvimento, quer seja social, político, educacional. Keka cita um exemplo muito forte. Ela lembra que em 1960, transferiu-se a capital do Rio de Janeiro para Brasília. Durante os anos 60 e 70, continuamos no mesmo atraso tecnológico, com as mesmas dificuldades de conseguir uma boa educação, uma boa escola, uma boa saúde. A partir de 1980, com o Programa de Desenvolvimento no Cerrado, aí sim melhorou a qualidade de vida, desenvolveram-se as cidades, criou-se uma força econômica que transformou essa região, nos dando a possibilidade de sonhar com um bom emprego, uma boa faculdade, uma boa saúde, uma boa educação.

 

Sem duvida, a visão dessa grande líder tem fundamento e demonstra o quanto Keka se interessa pelo povo de Itanagra. Aproveitando o momento fiz a seguinte pergunta a Keka:

 

Planetários Digital: “Qual a mensagem que você deixa para a sociedade de Itanagra e região?”

 

E ela não foi enfática na sua resposta:

 

Keka: “De uma certeza que com a juventude e a capacidade da população que vejo aqui em Itanagra, com as propostas que estamos apresentando neste “Projeto Itanagra do Futuro”, essa nossa região tem uma tendência muito forte de continuar desenvolvendo. É só irmos de encontro ao que estamos dispostos a seguir. E quando unirmos as lideranças políticas, as Câmaras de Vereadores, os prefeitos e os deputados votados aqui na região, numa troca de idéias constantes, para nós mesmos projetarmos as nossas conquistas, alcançaremos nossas realizações e vamos transformar cada vez mais o Litoral Norte e Agreste baiano numa realidade viva para a Bahia e para o Brasil.

 

As mulheres estão tendo papel fundamental na agricultura e esse engajamento tem possibilitado crescimento individual, coletivo e, principalmente, social, pois o trabalho as faz sentir realizadas e independentes. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a participação feminina no mercado de trabalho agrícola latino-americano quase dobrou desde 1975, quando foi celebrado o Ano Internacional da Mulher.

 

Os papéis desempenhados pelas mulheres rurais são tão numerosos quanto suas lutas e vitórias. O que não faltam são histórias de vida inspiradoras. No entanto, elas ainda lutam por reconhecimento e contra o preconceito.

Ainda há um longo caminho para o equilíbrio de direitos e oportunidades entre homens e mulheres no campo, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). Com a finalidade de mostrar que equidade de gênero e respeito são valores necessários cotidianamente, a entidade decretou que 2018 seria o Ano da Mulher Rural.

 

Portanto, pessoas que desempenham esse papel de liderança e valorização dos agricultores e busca alem disso o desenvolvimento Regional merece o nosso respeito e admiração. Por mais pessoas como CLEURIDICE OLIVEIRA SOUZA, conhecida como KEKA. Uma líder da região de Itanagra que há mais de 30 anos luta pelo desenvolvimento da região e pelo desenvolvimento humano da população desta valorosa Cidade de Itanagra, no Estado da Bahia.

 

Luis Antonio Santos e Santos

Radialista, Gestor de Futebol, Advogado e Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais

 

 

Powered by Dragonballsuper Youtube Download animeshow